Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFTO de Gurupi inicia curso do programa Mulheres Mil

Notícias

IFTO de Gurupi inicia curso do programa Mulheres Mil

Dignidade pela educação

por Thâmara Filgueiras publicado: 15/04/2024 17h45 última modificação: 15/04/2024 17h45

Proporcionar a mulheres em vulnerabilidade e risco social oportunidades de aprimorar sua qualificação profissional para que tenham melhores condições de acesso ao mundo do trabalho é o objetivo central do programa Mulheres Mil. Só neste primeiro semestre, o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) pretende proporcionar essa oportunidade a mais de 600 mulheres em todo o Estado.

Como parte dessa grande ação que, além de formação profissional, visa a garantia da cidadania, a unidade de Gurupi realizou, nesta quarta-feira, 10, a aula inaugural do curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de Recreadora Cultural, que atenderá, inicialmente, 30 mulheres.

Durante a solenidade, as mulheres que farão parte dessa nova turma do programa tiveram a oportunidade de conhecer a equipe local responsável pela execução das atividades do programa, gestores e professores do curso. Além disso, participaram da palestra motivacional “O Empoderamento Feminino”, ministrada pela psicóloga Andrea Viana. As estudantes também receberam um kit, contendo uniforme, mochila, caderno, caneta e garrafa do programa, além de diversos itens que auxiliarão nas atividades do curso.

Com o curso ofertado pelo programa Mulheres Mil, a equipe do IFTO de Gurupi busca atender às demandas educacionais das comunidades locais e ofertar formações gratuitas e de qualidade para a população, em especial, as mulheres. A ideia que a unidade se consolide como um polo de produção e socialização de conhecimentos que abram oportunidades profissionais e promovam a inclusão socioprodutiva de mulheres em situação de vulnerabilidade.

Mulheres Mil

O programa do Governo Federal visa a inclusão social e produtiva de mulheres em vulnerabilidade social. Está inserido no contexto das ações implementadas pelo IFTO, com o objetivo de reduzir as desigualdades de renda e de gênero, combater a violência contra mulher e garantir a elas o acesso à educação.

(Com informações da comissão local do programa Mulheres Mil)