Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto oferece consultoria para desenvolvimento de agrotóxicos mais seguros​

Notícias

Projeto oferece consultoria para desenvolvimento de agrotóxicos mais seguros​

IFTO na Agrotins

por Thâmara Filgueiras publicado: 16/05/2022 12h51 última modificação: 19/10/2022 11h14
Projeto amplia capacitação e propicia mais oportunidades para ingresso no mercado de trabalho

Projeto amplia capacitação e propicia mais oportunidades para ingresso no mercado de trabalho

Uma equipe de profissionais e estudantes da unidade de Lagoa da Confusão do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) tem prestado consultoria para empresas que produzem defensivos agrícolas para o controle de pragas, doenças e plantas daninhas que afetam as lavouras no Tocantins. O projeto Controla + tem como foco o registro de novos agrotóxicos que sejam menos agressivos e mais seguros, explica o coordenador Jardel Barbosa. Ele e estudantes que integram o projeto estiveram na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins, a Agrotins 2022, que aconteceu entre os dias 10 e 14 deste mês.

Jardel explica que o IFTO é credenciada para a certificação de novos agrotóxicos e, por meio do projeto Controla +, a equipe realiza testes, tanto em campo como em laboratório, para avaliar a eficácia da ação de moléculas e agentes biológicos no controle dos organismos causadores de doenças nas plantas, bem como de pragas e plantas daninhas.

O estudo desses novos agrotóxicos levam em consideração as normas de segurança estabelecidas pela legislação. Nesse sentido, entre os objetivos dessa ação está a verificação tanto da eficácia no combate aos agentes agressores das plantações, como a segurança desses produtos para o ser humano e o meio ambiente. 

A partir dos resultados obtidos, aqueles produtos que apresentarem bons desempenhos e segurança avançarão para o registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para posterior comercialização.

Todas as etapas de testes contam com a participação de estudantes da unidade de Lagoa da Confusão. Por isso, o projeto tem entre seus objetivos contribuir para a formação de profissionais da área da agronomia que ingressarão no mercado de trabalho com conhecimentos práticos da realidade agrícola, em particular, a do Tocantins.

"O Controla + não só ajuda a inserir como potencializa o ingresso dos estudantes no mercado de trabalho. Ou seja, ele propicia uma oportunidade melhor para que a gente atue no mercado, porque nós já adquirimos experiências práticas tanto na parte dos experimentos, como no contato com empresas", explica Ana Cristine, que é estudante de Engenharia Agronômica e integra a equipe do projeto.

Mateus Pereira, que também estuda Engenharia Agronômica, acompanha de perto o trabalho em campo. "Nós atuamos no projeto em todas as etapas, desde a inicial, em que preparamos o terreno, passando pelo preparo das sementes e plantio, até a colheita. E para verificar a eficiência dos agrotóxicos, nós criamos em laboratório alguma praga e inserimos na área para testarmos o produto. Tudo isso acontece em ambiente controlado e seguimos todos os padrões de segurança", explica o estudante.

Os estudantes ressaltam que a segurança é um aspecto importante e sempre considerado pela equipe do projeto. Sobre preocupações relacionadas com os agrotóxicos, eles reforçam que os produtos testados não agridem o meio ambiente e não deixam resíduo nos alimentos. "Por testarmos os produtos em uma área pequena, nós mesmos aplicamos os produtos e verificamos essas questões de segurança", reforça Mateus.

Nesse momento, o projeto já conta com duas empresas parcerias, a Corteva e a Ihara. "Trabalhar em um projeto assim, em que já temos contato com produtos de importantes empresas que vão para o mercado nos dá a oportunidade de adquirirmos um conhecimento extraordinário, pois já vivenciamos no dia-a-dia atividades profissionais que vão desde o básico ao mais complexo", acrescentou Ana Cristine, reforçando que está no primeiro período e já conta com uma vasta experiência. 

Durante a feira, os principais objetivos e resultados do projeto foram apresentados e o intuito foi iniciar novas parcerias.