Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pesquisa do IFTO investiga relação entre atividade física e saúde mental

Notícias

Pesquisa do IFTO investiga relação entre atividade física e saúde mental

Covid-19

O objetivo é verificar o comportamento dos adolescentes
por Maiara Sobral publicado: 11/02/2021 11h53 última modificação: 11/02/2021 12h08

Com o objetivo de estudar a relação entre atividade física e saúde mental dos adolescentes antes e durante o isolamento social, causado pela pandemia de Covid-19, o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) lança a pesquisa: "Atividade física antes e durante o isolamento social devido à Covid-19 e sua relação com a saúde mental em adolescentes".

O estudo é desenvolvido na unidade de Araguatins, sob a coordenação do professor Alexandre Almeida, que ressalta o papel da pesquisa "é verificar se o nível de atividade física prévia está associado com o estado psicológico de adolescentes expostos às medidas de isolamento e distanciamento social durante a pandemia do novo coronavírus".

questionário pode ser preenchido entre os dias 12 de fevereiro e 30 de março, o público da pesquisa são os adolescentes, na faixa etária dos 14 aos 19 anos. A análise desses dados está prevista para o mês de agosto deste ano, já sua conclusão deve ficar para o mês de dezembro.

As questões visam avaliar a quantidade de atividade física, sintomas de estresse, ansiedade e depressão, além de sintomas de transtorno pós-traumático em adolescentes neste momento pandêmico.

O professor Alexandre destaca ainda a importância desse tipo de pesquisa, uma vez que ela pode auxiliar a elaboração de estratégias que reduzam ou mitiguem o impacto psicológico negativo do isolamento social. “Neste sentido, a prática de atividades físicas e exercícios físicos pode ser considerada como importante ferramenta não-farmacológica na prevenção e/ou tratamento complementar dos transtornos psicológicos gerados pelo confinamento e distanciamento social”, diz o professor.

Vale destacar que é inegável a importância das medidas de isolamento e distanciamento social durante a pandemia de Covid-19, no entanto essas medidas podem estar associadas a alterações psicológicas negativas. Desta forma, o presente estudo visa auxiliar na implementação de estratégias que reduzam ou mitiguem os impactos do isolamento social na saúde mental dos adolescentes.

Cursos gratuitos de pós-graduação, graduação, técnicos de nível médio e cursos de formação continuada.