Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes do IFTO de Porto Nacional recebem Procon para palestras sobre Direito do Consumidor

Notícias

Estudantes do IFTO de Porto Nacional recebem Procon para palestras sobre Direito do Consumidor

De forma interativa, estudantes esclareceram dúvidas do cotidiano sobre direito consumerista
por publicado: 15/03/2024 19h31 última modificação: 18/03/2024 12h43

Em comemoração a Semana do Consumidor, que ocorre na segunda semana do mês de março, foi realizada a ação: “Desafio do consumidor consciente: Divirta-se e conheça seus direitos”, na quarta-feira, 13, no auditório do Campus de Porto Nacional do IFTO.  O momento teve a participação estudantes do curso Técnico em Administração integrado ao ensino médio, da 1ª, 2ª e 3ª série e foi resultado de uma parceria entre o Campus de Porto Nacional e o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).  Sendo organizado pelos professores: Abrão de Sousa e Magda Cristina.

No decorrer da programação, foi apresentada a importância do Procon para a sociedade no equilíbrio das relações negociais entre consumidor e comerciantes aos participantes. A partir de uma palestra ministrada pelos servidores do Procon: Magali Ornelas, Nayra Lílian, Hermes Santos, Jhonathan Cerqueira e Sebastião Galvão. Informações como identificação de consumidor, na forma da lei, caracterização de relação de consumo, tipos de responsabilidades, prazo de garantia de produtos ou de serviços foram destaques na discussão.

Durante a palestra, os estudantes tiveram, ainda, a oportunidade de tirar dúvidas. Uma delas, foi a da estudante da 3ª série do curso técnico em administração, Fernanda Ramos Santos Barros, sobre as situações em que não há uma lei específica que solucione problemas de consumo, como a “obsolescência programada”, que é uma condição em que um produto pode estragar imediatamente após o seu prazo de garantia.

Além de tirar sua dúvida, Fernanda destacou a importância de evento.  “Compartilhamos informações, e conhecemos nossos direitos, além de saber a procurar para se nos proteger de situações desagradáveis”. concluiu.