Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Egressos do IFTO celebram a publicação de seus artigos em livro de Ciências Sociais

Notícias

Egressos do IFTO celebram a publicação de seus artigos em livro de Ciências Sociais

Ensino Médio Integrado

A obra é resultado de textos premiados em concurso realizado
por Mayana Matos publicado: 22/03/2021 16h40 última modificação: 22/03/2021 16h44

O Instituto Federal do Tocantins (IFTO) tem grande orgulho de seus estudantes e a felicidade é maior ainda ao saber que, mesmo depois de terem concluído suas etapas de formação na Instituição, eles continuam, enquanto egressos, a brilhar e a se dedicar, valorizando a pesquisa e o ensino em suas trajetórias acadêmicas.  

Egressos do Ensino Médio da unidade de Palmas, Lorenzo Konageski, Isabella Almeida e Jefferson Soares, participaram da 2ª e 3ª edições do concurso “Escritas Sociais”, realizado pelo curso de Ciências Sociais, Campus de Porto Nacional, da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e tiveram seus artigos publicados em um livro lançado no final do ano passado, em formato e-book. O livro Escritas Sociais: Democracia, Diversidade e Gênero reúne os textos vencedores das três primeiras edições do prêmio. Entre os textos, estão: 

"As diversidades culturais e os desafios na sociedade brasileira" e "Sonhos e prisões: a realidade das mulheres brasileiras", de Jefferson Soares de Sousa, que, na época, era estudante do 2° e 3° ano do Ensino Médio Integrado em Administração, respectivamente.

"As mulheres sob o olhar do patriarcado", de Isabella Almeida Cardoso, estudante, à época, do 3° ano Ensino Médio Integrado em Administração. 

"A violência como expressão máxima de desigualdade", de Lorenzo dos Santos Konageski, que, na época, era estudante do 1º ano do Ensino Médio Integrado em Informática.

Orgulho de ser IFTO! 

Atualmente, estudante do curso de Jornalismo na UFT, Lorenzo Konageski se formou no IFTO no final do ano passado. Foi vencedor em 1º lugar na 3ª edição do concurso. No texto, Lorenzo apresenta reflexões e dados acerca da violência de gênero, além de abarcar ideias de Heleieth Saffioti e Simone de Beauvoir. O egresso enfatizou a importância do prêmio em sua vida e falou sobre como o IFTO foi relevante neste processo. 

"É muito importante, para todo e qualquer discente, participar desse tipo de concurso, que dá um retorno acadêmico e intelectual muito forte. É ótimo contribuir para a formação de uma sociedade mais justa. Quando recebi a notícia de que havia ganhado o Prêmio, foi uma conquista muito grande, um meio de entrada para o mundo da academia. Já no recebimento da proposta de publicação, foi de uma felicidade maior ainda, a minha primeira publicação. Nesse sentido, é possível notar a importância das instituições públicas de ensino para a formação dos indivíduos e para a disseminação do conhecimento gratuito e de qualidade. O IFTO teve uma importância fundamental na minha trajetória profissional, acadêmica e pessoal, foi o lugar onde eu pude aprender mais sobre pesquisa e ensino, também me preparou para o mundo do trabalho e me ensinou a ser uma pessoa mais empática e forte na luta pelos direitos de todos", ressaltou. 

Isabela Almeida, por sua vez, agradeceu a oportunidade de publicar sua pesquisa. Ela venceu o concurso em 3º lugar na 3ª edição do prêmio. Atualmente, ela é estudante do curso de Engenharia Ambiental da UFT. "Eu sou muito grata pela oportunidade de ter participado, me recordo dessa publicação com muito orgulho. É uma ótima oportunidade ter meu nome e meu texto divulgado por meio de um livro da UFT. Foi uma experiência incrível", afirmou. 

Jefferson Soares venceu em 1º lugar na 2ª edição do concurso com o texto "As diversidades culturais e os desafios na sociedade brasileira", e levou o 2º lugar na última edição do prêmio com o título “Sonhos e prisões: a realidade das mulheres brasileiras”.  Atualmente, ele cursa Licenciatura em Matemática no IFTO. "Ter participado das três edições e, no último, três estudantes do IFTO terem garantido o pódio, tem muito a dizer sobre o tipo de educação que o IFTO oferta para seus estudantes, como o IFTO é capaz de oferecer uma educação de qualidade. Ter um livro com uma publicação sua enquanto você era estudante do Ensino Médio e com a qualidade que os textos tiveram representa uma grande realização. Acompanhar essa publicação, que traz reflexões sobre a realidade, é acreditar ainda mais no papel que a escola tem, que podemos sim ter esperança na Educação. Vou sempre falar do IFTO porque vejo-o como essa grande porta de possibilidades de realizações no âmbito mais científico", declarou. 

O livro Escritas Sociais: Democracia, Diversidades e Gênero está publicado na plataforma de periódicos da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Parabéns aos estudantes egressos do IFTO!