Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFTO lança edital para aquisição de alimentos da agricultura familiar em Colinas do Tocantins

Notícias

IFTO lança edital para aquisição de alimentos da agricultura familiar em Colinas do Tocantins

PNAE

Propostas devem ser entregues até o dia 2 de novembro
por Maiara Sobral publicado: 21/10/2020 08h52 última modificação: 21/10/2020 09h02

A unidade de Colinas do Tocantins do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) divulga Chamada Pública para atendimento ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Com o objetivo de adquirir alimentos de agricultores familiares e demais beneficiários que se enquadrem nas disposições da Lei n.º 11.326, 2006, com dispensa de processo licitatório, a chamada recebe propostas até o dia 2 de novembro.

Os interessados devem apresentar a documentação exigida no documento, das 8h às 12H, na Coordenação de Assistência Estudantil (CAE) e no setor de licitação e compras, na Gerência de Administração do Campus Colinas do Tocantins situado à Avenida Bernardo Sayão S/N - Chácara Raio de Sol - lote 29B - Setor Zona Rural ou pelo o e-mail pnae.colinas@io.edu.br, até às 23h59. A sessão pública para abertura dos envelopes ocorrerá no dia 5 de novembro, das 8h às 11h.

Os recursos para essa aquisição são provenientes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), desta forma, a definição dos preços observou o o art. 29º da Resolução FNDE nº 4/2015.

Ainda segundo o cronograma, o resultado final do processo de seleção está previsto para o dia 9 de novembro, com apresentação das amostras para o dia 10 e homologação até às 18h do dia 10. A entrega do produto será realizada conforme o calendário escolar. Para dúvidas e informações, o proponente pode encaminhar e-mail para: pnae.colinas@ifto.edu.br

Alimentação Escolar

O PNAE oferece alimentação escolar e ações de educação alimentar e nutricional a estudantes de todas as etapas da educação básica pública. Vale ressaltar que o cardápio escolar é elaborado por nutricionista, respeitando os hábitos alimentares locais e culturais, atendendo as necessidades nutricionais específicas, conforme percentuais mínimos estabelecidos em Lei.