Você está aqui: Página Inicial > Notícias > NAC seleciona estudantes e servidores para composição dos grupos artístico-culturais

Notícias

NAC seleciona estudantes e servidores para composição dos grupos artístico-culturais

CULTURA

Inscrições até 11 de abril.
por Lúcia Gomes publicado: 05/04/2022 12h00 última modificação: 19/10/2022 11h13

O Núcleo de Arte e Cultura (NAC) do Campus Paraíso do Tocantins do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) está com inscrições abertas do processo simplificado de  seleção de estudantes e servidores para a formação dos grupos artístico-culturais da unidade.

Segundo o edital, as vagas estão distribuídas nas áreas de dança, teatro, leitura e capelania. Para as duas primeiras, são ofertadas 25 vagas respectivamente, para as duas últimas não há quantidade limite de participantes. Além disso, os interessados em concorrer para os grupos de dança e teatro serão submetidos a entrevistas e audições, a fim de verificar os níveis de domínio técnico, originalidade, capacidade de concentração, expressão e integração,  fluidez e persistência no desempenho das ações corporais/vocais dos candidatos.

Aqueles que desejarem concorrer para a área de leitura irão compor clubes de leituras conjuntas, discussões e pesquisas em diferentes gêneros literários. 

Na área de capelania, os candidatos precisam ter afinidades com atividades de cunho religioso, principalmente música. Isso porque entre as atividades dessa área estão aulas de canto, participações em eventos do IFTO e externos, oficinas de canto e atuação em parceria com os grupos de dança e teatro.

Para concorrer , o candidato precisa ser servidor ativo ou estudante de qualquer um um dos cursos do Campus Paraíso do Tocantins. As inscrições devem ser feitas via link disponível no edital, no período de 04 a 11 de abril. Os interessados poderão se inscrever para até duas áreas. A previsão é que as atividades dos grupos iniciem dia 25 de abril.

Saiba mais

O objetivo dessa seleção é formar um núcleo prático de estudo permanente do potencial artístico-cultural para que possa ser aplicado como agente multiplicador dos conhecimentos epistemológicos e empíricos, como também para atuar como célula integradora do diálogo entre os diversos eventos, programas e estudos, dentro e fora da instituição.