Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Jogo de tabuleiro é utilizado como ferramenta de aprendizagem escolar e bem-estar

Notícias

Jogo de tabuleiro é utilizado como ferramenta de aprendizagem escolar e bem-estar

IF e comunidade

Ação faz parte de um projeto de extensão realizado em escola da rede pública
por publicado: 10/02/2022 13h47 última modificação: 19/10/2022 11h05

Manter os níveis de aprendizagem e a saúde mental dos estudantes tem sido um desafio vivenciado pelas instituições de ensino, que oferecem cursos voltadas para a educação básica e superior, durante o cenário de pandemia da Covid-19. Atento a essa problemática, a unidade de Araguatins do IFTO desenvolve, desde abril 2021, um projeto junto aos estudantes da escola Girassol de Tempo Integral Denise Gomide Amui, de Araguatins, que consiste na utilização efeitos do jogo de tabuleiro xadrez, com a finalidade de promover bem-estar e interação social virtual. Além disso, a ação extensiva visa contribuir com a concentração dos estudantes e melhorar habilidades, como: concentração, planejamento e tomada de decisão.

O projeto está sendo desenvolvido de forma remota, com a utilização das plataformas ofertadas pelo Google (Meet, Gmail, Google Forms) e a plataforma gratuita de xadrez Lichess. Tendo encontros aos sábados com duração de até uma hora para tratar das regras, funções e objetivos do jogo. No mês de janeiro foi realizado um campeonato on-line, ocasião em que foi possível avaliar a familiaridade dos estudantes com o xadrez.

O projeto é coordenado pela professora da unidade de Araguatins Darcy Alves de Bonfim, e tem a participação dos estudantes bolsistas: João Marcos Gomes Leite do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas e Mauro Tovar de Souza Baião Neto do curso Técnico em Redes de Computadores. A previsão é que ele seja concluído em fevereiro de 2022.

“Espera-se que, após a conclusão do projeto não só os envolvidos tenham se beneficiado com as atividades e as informações apresentadas, mas também a comunidade, já que o projeto por si só visa à propagação da informação dos temas desenvolvidos, o que tem como alvo central a saúde mental”, declarou a coordenadora Darcy Bonfim. Ela destaca, também, que a equipe do projeto trabalhará na produção e publicação de um artigo científico, com a intenção de que as vivências adquiridas durante o desenvolvimento do projeto sejam compartilhadas.