Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFTO produzirá 20 mil litros de gel sanitizante de álcool etílico para prevenção à Covid-19

Notícias

IFTO produzirá 20 mil litros de gel sanitizante de álcool etílico para prevenção à Covid-19

Enfrentamento ao coronavírus

Projeto será financiado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica
por Maiara Sobral publicado: 23/04/2020 14h45 última modificação: 23/04/2020 14h54
Pra cego ver: uma mão apertando o frasco de álcool em gel, enquanto a outra mão recebe o produto. Fim da descrição.

Pra cego ver: uma mão apertando o frasco de álcool em gel, enquanto a outra mão recebe o produto. Fim da descrição.

O Instituto Federal do Tocantins (IFTO) produzirá 20 mil litros de gel sanitizante de álcool etílico, a ação foi uma iniciativa do Instituto e será viabilizada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). Para realização do projeto foi disponibilizado um orçamento de 150 mil reais. Com esse recurso serão produzidos 22 mil frascos, 20 mil de 500 ml e 2 mil de 5 l. 

A previsão é que entre 30 ou 40 dias, os 22 mil frascos serão distribuídos, prioritariamente, para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Tocantins, para serem utilizados por profissionais da saúde e comunidade em geral. Os produtos serão entregues, gratuitamente, por todas as unidades do IFTO, em articulação com a Pró-reitoria de Extensão (Proex).

O gel sanitizante de álcool etílico apresenta uma textura intermediária entre o álcool líquido e o álcool em gel tradicional. Vale destacar que é um produto recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Cinco unidades do IFTO estão envolvidas, diretamente, nessa ação, são elas: Araguaína, Araguatins, Gurupi, Palmas e Paraíso do Tocantins. A produção e a distribuição do produto serão realizadas com atendimento aos procedimentos de notificação aos órgão competentes, de segurança e prevenção nos termos recomendados pela OMS.

Cabe reforçar que muitas áreas do IFTO colaboraram para o êxito e a agilidade dessa ação, desde a Pró-reitoria de Administração (Proad) no processo de aquisição até o envolvimento de técnicos em laboratórios, docentes e técnico-administrativos em educação. Além disso, outros servidores e unidades podem colaborar no projeto, a exemplo de Porto Nacional e de Lagoa da Confusão, que integrarão as equipes de produção do gel sanitizante. 

"Neste momento tão difícil, o IFTO cumpre seu papel social com servidores e estudantes das mais diversas áreas utilizando do conhecimento técnico-científico, para atender demandas urgentes da sociedade", destaca o professor Luís Henrique Bembo, coordenador do projeto. Vale ressaltar também que a Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (Propi) atua como parceira na coordenação desse planejamento. 

É importante lembrar que esse é um dos projetos em desenvolvimento no âmbito do IFTO, para enfrentamento à pandemia do coronavírus. E que atualmente existe um Edital, com financiamento próprio, para fomentar projetos de pesquisa, inovação e extensão tecnológica, que apresentem soluções de combate ao atual surto.