Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFTO alerta servidores sobre recentes ataques cibernéticos aos sistemas do serviço público

Notícias

IFTO alerta servidores sobre recentes ataques cibernéticos aos sistemas do serviço público

Invasão hackers

DTI explica ocorrências e faz recomendações
por Mayana Matos publicado: 09/11/2020 10h21 última modificação: 09/11/2020 10h23

A Diretoria de Tecnologia da Informação do Instituto Federal do Tocantins (DTI/IFTO) faz, nesta segunda-feira, 9, um alerta sobre recentes ataques cibernéticos feitos aos sistemas do serviço público, e apresenta recomendações aos servidores do IFTO. 

"Na semana passada foi veiculado que vários órgãos tiveram seus servidores e seus arquivos de backup comprometidos. Desde a última quinta-feira, 5, o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP),  o Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS),  o Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos (CTIR) e o Departamento de Segurança da Informação (DSI) vêm trabalhando de forma a orientar as Instituições de como se proteger dos referidos ataques", esclareceu Kleyton Matos, diretor de TI do IFTO. 

Kleyton explica que, com base nas estatísticas de eventos ocorridos no espaço cibernético, bem como nos diversos relatos que tem sido feitos por colaboradores, o CTIR Gov recomenda a divulgação deste alerta a todos os órgãos de governo e entidades vinculadas, sobre uma campanha nacional de ataques de Ransomware direcionado a sistemas VMware e Windows, que caracteriza-se por ações maliciosas que objetivam criptografar arquivos ou bancos de dados de instituições, a fim de exigir resgate em troca da descriptografia dos arquivos cifrados.

O diretor ressalta que Ransomware é um software malicioso que infecta o computador e exibe mensagens exigindo o pagamento de uma taxa para fazer o sistema voltar a funcionar. Essa classe de malware é um esquema de lucro criminoso, que pode ser instalado por meio de links enganosos em uma mensagem de e-mail, mensagens instantâneas ou sites. "Ele consegue bloquear a tela do computador ou criptografar com senha arquivos importantes predeterminados", disse.

A recomendação da DTI aos usuários do IFTO são as seguintes: 

1 - Não clicar em links de e-mails suspeitos;

2 - Evitar a visita a websites que oferecem downloads de programas pirateados ou suspeitos;

3 - Não clicar em links ou baixar arquivos de e-mails suspeitos ou não reconhecidos como de origem esperada.