Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Estudantes do IFTO desenvolvem aplicativos para catalogar animais e planejam empreender nesse ramo

Notícias

Estudantes do IFTO desenvolvem aplicativos para catalogar animais e planejam empreender nesse ramo

Projetos

Iniciativa garante integridade dos dados coletados nos laboratórios de artrópodes e de zoologia
por publicado: 23/06/2021 11h51 última modificação: 16/08/2021 09h32

Fazer uso de tecnologia para otimizar atividades, que até então são realizadas manualmente, tem sido uma condição quase imperativa na atualidade. Na unidade de Araguatins, do IFTO, estão sendo  desenvolvidos os projetos: "TheBug-BD: tecnologia e pesquisa aliadas para a contribuição no processo de ensino e aprendizagem em artrópodes" e "TheBug– BD Zoo: Software mobile para organização e catalogação do acervo que compõe o laboratório de Zoologia do IFTO – Campus Araguatins", com o objetivo de criar dois aplicativos de indexação de um banco de dados que permita catalogar os acervos dos laboratórios de artrópodes e de zoologia da unidade de ensino e realizar suas manutenções. Assim, seria possível garantir integridade aos dados coletados, uma vez que sua catalogação ocorre em livros de registros.

Vale destacar que neste período pandêmico, os aplicativos poderiam, também, ser utilizados como uma ferramenta de imersão nos laboratórios, servindo como uma ferramenta complementar de ensino.

A coordenadora dos projetos, professora Janaína Costa, explica que eles foram idealizados pelos próprios estudantes, juntamente com o biólogo egresso do IFTO,  Wanderson Felipe, e a técnica de laboratório, Andrea Ohanna Santos. Wanderson faleceu prematuramente neste ano, o que segundo Janaína, abalou profundamente os membros da equipe de trabalho. No entanto, perceberam que alcançar os resultados que Wanderson almejava com a execução dos projetos era uma forma de homenageá-lo.

“Fui convidada a coordenar os projetos e tenho aprendido muito com eles. Os aplicativos são resultados de muita dedicação e esforço dessa equipe e será importante para as aulas nos laboratórios de Artrópodes e Zoologia do IFTO-Campus Araguatins, facilitando o trabalho do professor e a aprendizagem dos alunos. Esperamos que todos saiam satisfeitos com os resultados. O período pandêmico limitou a forma de execução do trabalho, mas não impediu que ele acontecesse. A perda repentina do nosso saudoso Wanderson Felipe deixou a equipe muito abalada. Era o maior sonhador com os resultados desses projetos, mas a equipe uniu forças para que acontecesse tudo como ele desejava e agora estamos colhendo o fruto de toda a dedicação durante esses 10 meses”, enfatizou a professora Janaína.

O técnico em Redes de Computadores, Gabriel Al-Samir Guimarães Sales, que integra o "TheBug-BD, desde o período que era estudante do IFTO, analisa que o projeto de pesquisa foi uma oportunidade dos seus participantes atuarem na área que tinham habilidades, já que reuniu estudantes do curso técnico em Redes de Computadores, e dos cursos superiores em Ciências Biológicas e Agronomia. “O projeto marca nossa passagem pelo Campus com um projeto que seria eternizado nos laboratórios do mesmo”, comemora Gabriel.

Gabriel destaca que embora não seja a finalidade do projeto, ele pode auxiliar produtores rurais. “Embora os produtores rurais locais, não sejam foco nesse aplicativo (mas sim em um outro que já está em desenvolvimento), a quantidade de informações alocadas sem a necessidade de acessos à internet sobre os mais diversos tipos de espécimes (incluindo predadores, pragas e polinizadores), esse banco de dados pode ser uma fonte fácil e prática de informação para produtores rurais, ainda mais aos que se encontram em locais de difícil acesso à internet”, pontuou Sales.

É importante destacar que os projetos, que inicialmente tinham como pretensão catalogar animais, foram além e aguçaram em seus participantes nossas perspectivas profissionais, entre elas, a de empreender. Como é possível perceber na colocação de Gabriel. “Nossa equipe já havia sido montada antes das propostas dos projetos de pesquisa com o intuito de desenvolvermos um projeto independente. Entretanto, os projetos nos permitiram conhecer na prática como o mundo de desenvolvimento de software funcionava e principalmente nos forçou a desenvolver com êxito o trabalho em equipe e a gestão de grupos. Quando nos demos conta, tínhamos montado uma equipe que junta conseguia suprir todas as necessidades desse ramo. Foi então que, após perceber o quanto podíamos fazer trabalhando juntos e, unido à vontade de tornar realidade nossos projetos e sonhos, decidimos nos lançar como uma empresa de desenvolvimento”, conta Gabriel. Para conhecer melhor a empresa, clique aqui.

A previsão é que os projetos sejam concluídos no mês de agosto deste ano.

Equipe

Gabriel Al-Samir Guimarães Sales, Wanderson Felipe Gonçalves Marinho ( in memorian), Cledyson Gabriel Borges de Oliveira, Rute Moreira Goveia, Victor Hugo Custódio Silva, Fausen Cauã Carvalho dos Santos, Fredson Ruan Silva Rodrigues, Janaína Costa e Silva, Andrea Ohanna Santos e Edson Junior.