Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Egressa de Engenharia Agronômica descobre seis novas espécies de cigarrinhas

Notícias

Egressa de Engenharia Agronômica descobre seis novas espécies de cigarrinhas

Conquista

Estudo faz parte de pesquisa realizada no seu doutorado em entomologia
por publicado: 05/04/2022 10h50 última modificação: 07/04/2022 11h01

O controle biológico de cigarrinhas é importante para preservar culturas de relevância econômica, quanto maior a identificação de espécies de cigarrinhas, maior a possibilidade de controle. Em um artigo publicado na revista Zootaxa, com o título: "Study of the Neotropical genus Bennarella Muir, 1930 with description of six new species (Hemiptera: Fulgoromorpha: Cixiidae)", a egressa do curso de Engenharia Agronômica, da unidade de Araguatins do IFTO, Eduarda Fernanda Gomes Viegas, traz as relevantes descobertas de seis novas espécies de cigarras, são elas: B. guidai sp. nov.B. henriquesi sp. nov.B. maculipennis sp. nov., B. rafaeli sp. nov.B. vittata sp. nov.B. xavieri sp. nov. No trabalho também é fornecida uma chave de identificação para machos e fêmeas da espécie. Além da descrição das espécies, são apresentadas ilustrações e fotos.

O artigo é resultado da pesquisa realizada há 3 anos, no doutorado de Eduarda, no Programa de Pós-Graduação em Entomologia – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Manaus, orientada pela Dra. Rosaly Ale Rocha. Ela explica que as cigarrinhas têm importante papel para o homem “elas se alimentam da seiva das plantas, causando diversos danos, como por exemplo, inoculação de toxinas, transmissão de fitopatógenos aos seus hospedeiros, consequentemente, as plantas podem apresentar amarelecimento das folhas e redução de crescimento e sabemos que existem uma grande diversidade na natureza que não são conhecidas. Nós, taxonomistas, temos o papel de descrevê-las, nomeá-las e apresentar ao público esse novo indivíduo”, finaliza a doutoranda.

Eduarda conta que descobriu duas paixões, enquanto estudante do IFTO. “Estou muito feliz pela minha trajetória ao longo desses anos, sou egressa do curso Técnico Agropecuária do ano de 2010 e do curso de Bacharelado em Agronomia da turma de 2016.1 do IFTO - Campus Araguatins, no qual descobri duas paixões: pesquisa e a Entomologia, por meio de excelentes professores que foram essenciais para minha formação”, relata com entusiasmo Viegas.

Diante da sua relevante descoberta científica, Eduarda fez uma homenagem póstuma ao Elberte Ferreira Guida dos Santos, também egresso da unidade de Araguatins do IFTO. “Grande amigo que conheci no IFTO- Campus Araguatins no curso de Agronomia, que mesmo diante das diversidades e desafios se apresentou como um guerreiro pela vida e pela conquista de seus sonhos, também pelo seu papel na pesquisa, como produtor rural e empreendedor nato e um ser humano extraordinário” disse Eduarda.

A unidade de Araguatins do IFTO sente-se privilegiada por Eduarda ter dado seus primeiros passos no universo científico, enquanto estudante da instituição, e deseja que seus egressos conquistem sucesso profissional.

Para acesso ao artigo escrito por Eduarda, clique aqui.