Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Economia solidária é discutida durante seminário para estudantes do curso Técnico em Agropecuária

Notícias

Economia solidária é discutida durante seminário para estudantes do curso Técnico em Agropecuária

Evento

Evento faz parte de um projeto que estuda a utilização de feiras como espaço pedagógico
por Kelinne Guimarães publicado: 06/09/2019 15h25 última modificação: 06/09/2019 15h29

Uma rica discussão e troca de experiência sobre economia solidária ocorreram na quarta-feira, 4, durante um seminário realizado na unidade Araguatins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), no período vespertino. O evento teve a participação de estudantes da 3ª série do curso Técnico em Agropecuária integrado ao ensino médio e do curso Técnico em Agropecuária Subsequente.

O seminário faz parte de um conjunto de ações do projeto “Feiras de Economia solidária como espaço didático-pedagógico na Educação Profissional Tecnológica” desenvolvido pela mestranda do Programa de Educação Profissional (ProfEPT) do IFTO unidade Palmas, Eliscleia Alves, em parceira do professor Edvar de Sousa sob a orientação do professor Raimundo Laerton Leite, ambos docentes do IFTO. Tendo como público-alvo os estudantes do curso Técnico em Agropecuária Subsequente, sendo suas atividades promovidas na disciplina de extensão rural e cooperativismo.

O Seminário contou com duas palestras, a primeira ministrada pela servidora do IFTO e mestranda do IFPA, Aline Correia, com o tema: Feira ECOSOL de Araguatins: Um caso de sucesso no Tocantins. Já a segunda palestra foi conduzida pelo professor do IFTO, Miguel Camargo, tendo como tema: A Economia Solidária como alternativa econômica para o agricultor familiar.Após as palestras os estudantes realizaram uma visita na feira livre Ecosol de Araguatins, onde tiveram a oportunidade de conversar com os feirantes e conhecer a história, o funcionamento e a organização da feira. 

“O objetivo dessa proposta de ensino é fomentar a prática da economia solidária na Educação Profissional e Tecnológica. Buscando alternativas para suprir as dificuldades no processo de ensino e de aprendizagem sobre economia solidária, os espaços não-formais de educação, como as feiras de economia solidária e de agricultura familiar, apresentam-se como uma possibilidade, visto que parte da realidade dos educandos”, enfatizou, Eliscleia Alves.

Para o estudante do curso Técnico Subsequente em Agropecuária, Antonio Vitor, o projeto tem oportunizado a ele a aos seus colegas uma  aproximação com a temática da economia solidária, por meio das feiras. Segundo o estudante, essa experiência tem sido vivenciada de forma teórica e prática, o que desperta ainda mais o interesse de quem participa do projeto.

Durante o seminário, o professor Edvar de Sousa, que ministra a disciplina de extensão rural e cooperativismo na unidade Araguatins, fez questão de parabenizar a pesquisadora Eliscleia e seu orientador pela iniciativa de desenvolver o projeto, e por estarem promovendo aos estudantes uma vivência com a economia solidária e integração entre os participantes do projeto.

A culminância do projeto ocorrerá no dia 25 de setembro, data em que os estudantes do curso Técnico Subsequente em Agropecuária organizarão uma feira de Economia Solidária, dentro da feira Ecosol, o que possibilitará a eles uma experiência como cooperados, feirantes e empreendedores sociais.