Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Defesas e qualificações do mestrado profissional do IFTO são realizadas de forma remota

Notícias

Defesas e qualificações do mestrado profissional do IFTO são realizadas de forma remota

Pós-graduação

Curso é ofertado pela Rede de Educação Profissional e Tecnológica, a unidade de Palmas é o polo do Tocantins
por Maiara Sobral publicado: 06/08/2020 17h50 última modificação: 06/08/2020 17h52
Pra cego ver: Foto da tela da videoconferência realizada para defesa da dissertação. Várias telas, com os participantes dessa banca. Fim da descrição.

Pra cego ver: Foto da tela da videoconferência realizada para defesa da dissertação. Várias telas, com os participantes dessa banca. Fim da descrição.

As defesas e as qualificações do programa de pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) aconteceram entre os dias 3 e 7 de agosto, de forma remota.

O curso é uma idealização do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), que tem como objetivo proporcionar formação em educação profissional e tecnológica, visando tanto à produção de conhecimento como o desenvolvimento de produtos educacionais.

O coordenador do curso, Jair Maldaner, ressalta o papel de indutor de desenvolvimento por meio da oferta do ProfEPT, "o IFTO contribui para a formação de professores e para os nossos próprios servidores, é uma oportunidade de mestrado para os moradores de uma região carente desse tipo de formação, tanto que recebemos muitos estudantes de outros estados, assim como do Tocantins".

"Tinha o sonho de cursar o mestrado, mas por ser do interior do Pará, era muito difícil. Graças ao ProfEPT foi possível realizá-lo, minha pesquisa consistiu em um estudo de caso sobre o uso da sala de aula invertida na unidade de Palmas, do IFTO. Os estudantes foram muito interativos e essa experiência vai agregar muito na minha carreira, na minha vida e na minha transformação como pessoa", comemora o estudante Ibanes Castro, que defendeu a dissertação nesta semana.

Para a estudante do curso e servidora do IFTO, Gleyde Ohana Santos, que qualificou seu trabalho durante essa semana, destaca que é "enriquecedor ver nossas propostas de projeto sendo reconhecidas e legitimadas. Dentro dessas avaliações, contamos com valiosas contribuições dos professores do IFTO e de outros avaliadores externos. Cursar o mestrado tem sido um divisor de águas no meu desenvolvimento profissional, principalmente, por atuar como pedagoga no Campus Avançado Pedro Afonso, que integra a Rede Profissional de Educação Profissional e Tecnogica".  

Ingresso

O ProfEPT oferece vagas em 40 instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. O ingresso no programa ocorre por meio de exame nacional realizado anualmente.