Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Unidade leva ações institucionais à XXVIII Exposição Agropecuária da cidade

Notícias

Unidade leva ações institucionais à XXVIII Exposição Agropecuária da cidade

Campus Avançado Formoso do Araguaia

Comunidade participou com exposições de trabalhos e divulgações
por Mayana Matos publicado: 20/06/2017 15h00 última modificação: 20/06/2017 15h14

A comunidade do Campus Avançado Formoso do Araguaia, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), participou, entre os dias 12 e 17 de junho, da programação da XXVIII Exposição Agropecuária de Formoso do Araguaia. A unidade montou um estande institucional para receber os participantes.

Segundo o diretor a unidade, Dêmis Carlos, o principal objetivo foi divulgar o campus como uma instituição de educação profissional gratuita, especializada na oferta de educação técnica e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino. “A oportunidade agrega positivamente para a imagem do IFTO, nos envolve com instituições promotoras e participantes do evento, e aproveitamos para convidar as pessoas a contribuírem na construção de um campus forte na região”, comentou.

O gerente de ensino da unidade, Marlon Brito, acompanhou a participação dos técnicos, professores e estudantes nas ações, que consistiram desde a distribuição de panfletos informativos, jornais institucionais, brindes, exposição de maquetes e vídeos, e ainda a apresentação dos cursos e inscrições no processo seletivo. “Nossos estudantes são os principais atores da exposição. Oportunizamos que eles conversem com os visitantes, exponham o que conhecem na prática do campus e compartilhem o que estão aprendendo com o IFTO”, declarou.

A coordenadora Joedna Silva levou uma maquete e mudas do Núcleo de Estudos Agroecológicos (NEA) da unidade, objetivando divulgar as atividades de extensão realizadas com estudantes do curso de formação inicial e continuada em Práticas Agroecológicas. “Muitas famílias visitam a feira e queremos demonstrar as possibilidades da estrutura Mandala, um meio de produção sustentável que é acessível e eficiente”, explicou.