Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Capacitação discute adaptações curriculares para estudantes com necessidades específicas

Notícias

Capacitação discute adaptações curriculares para estudantes com necessidades específicas

Educação inclusiva

124 estudantes especiais no Campus Palmas
por Eliane Vieira publicado: 21/03/2019 16h59 última modificação: 21/03/2019 17h26

Na última sexta-feira, 15, servidores do Campus Palmas, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), tiveram a oportunidade de participar de uma capacitação voltada à educação inclusiva. Foram realizados dois encontros simultâneos e os mesmos foram promovidos pela Coordenação Técnico-pedagógica (COTEPE) e Coordenação de Educação inclusiva e Diversidade (CEID). Durante os encontros foram discutidas adaptações curriculares e metodologias alternativas para os estudantes com necessidades específicas, surdos, cegos, autistas e com paralisia cerebral. 

Conforme a coordenadora de Educação Inclusiva do Campus Palmas, Allini Albuquerque, os momentos são importantes tendo em vista o crescimento do número de estudantes com necessidades específicas na unidade. "Recebemos no campus Palmas no ano letivo de 2019, cerca de 48 alunos com deficiência. Somando este número aos que já estavam matriculados, totalizamos 124 estudantes com necessidades específicas atendidos hoje por esta unidade. Dentre essas deficiências vale ressaltar três autistas e cinco estudantes surdos", frisou a coordenadora.

Inclusão

Estudantes especiais estão matriculados nos mais diversos cursos do Campus Palmas, entre eles cursos do Ensino Profissional Integrado ao Ensino Médio em Agronegócios, Mecatrônica e Eventos. Além disso, estudantes especiais também estão presentes nos cursos superiores de Engenharia Agronômica e Letras e no Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

"Aqui no Campus Palmas os estudantes surdos contam com aulas acompanhadas por interpretes de libras e avaliações adaptadas. Agora estamos realizando capacitação com os professores, mesmo antes deles iniciarem as aulas. Ofertamos duas capacitações até o momento sobre metodologia de ensino voltadas para estudantes surdos. Voltado ao caso dos estudantes autistas, foi ofertada uma palestra e uma oficina aos professores. Estamos preparando também um momento com a turma de tais estudantes para integração e socialização dos mesmos com as necessidades específicas de seus colegas", adiantou a coordenadora.