Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Novo reitor do IFTO é empossado nesta quarta-feira, 25

Notícias

Novo reitor do IFTO é empossado nesta quarta-feira, 25

2018-2022

Antonio da Luz Júnior foi eleito em novembro de 2017
por Maiara Sobral publicado: 25/04/2018 16h58 última modificação: 26/04/2018 08h56
Exibir carrossel de imagens Posse do novo reitor do IFTO

Posse do novo reitor do IFTO

Na manhã desta quarta-feira, 25, o novo reitor do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), professor Antonio da Luz Júnior, foi empossado em Brasília (DF). Aos 35 anos de idade, ele é o reitor mais novo da Rede Federal a ser empossado. Com duração de quatro anos, o mandato finalizará em 2022.

"Agradeço a toda comunidade do IFTO pelo apoio e confiança. Agora é iniciarmos a gestão e enfrentarmos os desafios que se apresentam. Entre os principais estão: promover a aproximação com a iniciativa privada e ampliar o suporte aos servidores para desenvolvimento das ações de Ensino, Pesquisa  e Extensão. Além de posicionarmos os estudantes em posição de protagonismo no debate das questões institucionais", destaca o novo reitor.

Participaram da solenidade de posse: o ministro da Educação Rossieli Soares, os deputados federais Dorinha Seabra (DEM/TO) e Hélio Leite (DEM/PA), a secretária de Educação Profissional e Tecnológica Eline Neves, o secretário de Educação Superior Paulo Barone e o  secretário da Educação de Palmas, Danilo Melo. Estavam presentes também a egressa do Campus Porto Nacional Renata Tavares e a esposa do novo reitor Gabriela da Luz. Além deles, os servidores do IFTO: Octaviano Furtado, Cláudio Galvão, Cristiano Mateus, Milton Flores e Ovídio Dantas.  

Perfil do novo reitor

O professor Antonio da Luz Júnior é natural de Paraíso do Tocantins, casado, servidor do Campus Paraíso do Tocantins desde novembro de 2007. É doutor em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). No Campus Paraíso do Tocantins, atuou em várias funções, entre elas: coordenador de Ensino Médio, gerente de Ensino e diretor-geral, no último cargo ficou de maio de 2010 a abril de 2018, tendo sido eleito no último pleito como candidato único. Além disso, no IFTO, possui participação ativa no Colégio de Dirigentes (Codir) e nas últimas duas composições do Conselho Superior (Consup).