Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Inclusão marca 8ª edição do seminário

Notícias

Inclusão marca 8ª edição do seminário

Assistência ao Estudante

Evento aconteceu nos dias 22 e 23 de agosto no Campus Colinas do Tocantins
por Maiara Sobral publicado: 24/08/2018 13h29 última modificação: 31/08/2018 09h45
Inclusão marca 8ª edição do seminário

Inclusão marca 8ª edição do seminário

"Quando a gente vê essa equipe de intérpretes de Libras, você percebe a empatia dessa instituição", com a frase o estudante Fernando Freitas, do Campus Gurupi, resume uma das marcas da 8ª edição do Seminário de Assistência ao Estudante: a acessibilidade. O evento aconteceu nos dias 22 e 23 de agosto no Campus Colinas do Tocantins, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) e reuniu em sua programação debates sobre o trabalho das equipes multiprofissionais da Assistência Estudantil e a exposição das demandas dos estudantes.

O estudante surdo Renato Rocha, do Campus Araguaína, emocionou os presentes no evento e destacou algo que parece simples, mas não é, "é importante para o surdo entender o que é dito". Além disso, ele enfatizou o trabalho da equipe, uma vez que quando são muitos intérpretes a tradução fica mais detalhada, porque eles não cansam e assim a qualidade continua durante todo o processo.

Em 2018, pelo segundo ano consecutivo, o evento foi todo traduzido em Língua Brasileira de Sinais (Libras). A equipe composta por seis intérpretes foi ovacionada pelo público presente, o que demonstra a importância desse trabalho realizado no IFTO e sua contribuição para permanência dos estudantes surdos na instituição de ensino.

Orgulho de ser IFTO

Ainda durante sua exposição no seminário, o estudante Fernando Freitas declarou que "sinto orgulho de dizer #SouIFTO, uma instituição de ensino de qualidade, que preza pela isonomia. Percebemos a importância do aluno. O IFTO é fantástico!".

Política de Assistência Estudantil

No segundo dia de evento, a manhã começou com a palestra "Política de Assistência Estudantil na Contemporaneidade", na qual o diretor de Assistência Estudantil do Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), Paulo Lourenço, reforçou que é preciso entender as reais necessidades do estudante, para que esse permaneça na instituição.

Encerramento

Depois da palestra, os presentes foram divididos em seis Grupos de Trabalho (GT's): Educacional, Serviço Social, Saúde, Psicologia, Estudantil e Gestores, para discussão das demandas específicas.

Durante o período vespertino, todos voltaram ao auditório, onde foi realizada a plenária final com apresentação dos apontamentos dos GT's, que levam ao debate sobre a importância de garantir a democratização do acesso, a permanência e o êxito no IFTO, com foco no olhar institucional, ou seja, direitos e deveres igualitários para todos os estudantes, independente de raça, gênero, necessidade especial ou campus de ingresso. O encerramento do evento ficou por conta da futura pró-reitora de Assuntos Estudantis, Marilene Sepúlvida, que resumiu as demandas apresentadas pelos GT's e destacou a necessidade do cumprimento dessas. 

Confira mais fotos na Fanpage do IFTO.