Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFTO promove atividade extensiva em Projeto de Assentamento Maringá

Notícias

IFTO promove atividade extensiva em Projeto de Assentamento Maringá

Extensão

Projeto está na sua 2ª edição
por publicado: 30/11/2021 14h03 última modificação: 30/11/2021 14h11

Estudantes do 2º ano D, do curso Técnico em Agropecuária, visitaram a propriedade do senhor Wagner de Sousa Marques, no Projeto de Assentamento (PA) Maringá , no dia 22 de novembro. O intuito da visita foi, por meio de uma aula de campo, apresentar aos estudantes o projeto de extensão, da unidade de Araguatins do IFTO, "Manutenção de Sistemas Agro Florestais (SAFs)", desenvolvido naquela propriedade.

Sob olhares atentos dos estudantes, professores e acadêmicos colaboradores do projeto de extensão explicaram como é desenvolvida a metodologia do projeto, pontuaram que os SAFs são considerados altamente eficientes para manter a produção sem destruir o solo, sendo um modelo produtivo misturas diversas culturas agrícolas com espécies arbóreas em um formato ideal para restaurar florestas e recuperar áreas degradadas. No PA Maringá, a partir do projeto foi realizado o plantio de mogno, açaí, banana, maracujá, mandioca, cupuaçu. Além disso, foram implantadas caixas de Abelha para produção de mel.

O produtor Wagner de Sousa, que abriu as portas da sua propriedade para parceria com o IFTO, pontua que sua intenção é dar continuidade aos plantios que foram feitos por meio do SAFs, tendo uma resposta positiva no que se refere à produção, a ideia é expandir a área para cultivares adotadas pelo projeto.

O estudante do curso Técnico em Agropecuária e colaborador do projeto, João Orlando Marques, afirma que suas expectativas, em relação ao projeto, estão voltadas para a aprendizagem na área de fruticultura e irrigação. Ele acredita, ainda, que o projeto pode lhe proporcionar uma experiência real em campo.

Já para o acadêmico do curso de Engenharia Agronômica e bolsista do projeto, Max Ézio Amâncio Lima, pontua a relevância do projeto para aprendizagem de técnicas importantes no trabalho de um futuro engenheiro agrônomo .“O projeto é uma oportunidade, durante a graduação, de aprender sobre a escolha do solo, o preparo do mesmo, a escolha das cultivares para aquele tipo de solo e o que vai ser usado para a sua adubação, é uma complementação na prática do que se aprende na sala de aula, e sem contar com o apoio incondicional do IFTO e dos professores, que estão sempre presentes nos ensinando como fazer certo. E não menos importante que é o momento de ter esse contato com os produtores e saber dos seus anseios e necessidades para produzir mais e com qualidade”, declarou Max.

A coordenadora do projeto, professora Josinete Araújo, destaca que a finalidade da atividade extensiva é mostrar ao pequeno produtor que um SAF pode ser rentável, além de recuperar áreas degradadas e ampliar a biodiversidade na área.

Espera-se como o projeto difundir o conhecimento e a prática de uso de sistemas agro-florestais (SAFs) em comunidades e assentamentos rurais, através das oficinas realizadas no SAF do IFTO - Campus Araguatins.

Estiveram presentes na aula de campo,  os professores da unidade de Araguatins do IFTO: Miguel Camargo, Josinete Araújo e Delismar Palmeira Costa e os professores externos voluntários, Cristielly Oliveira e Francisco de Assis Balbino Uchôa. 

Projeto SAFs
O projeto está em sua segunda etapa, iniciada em abril de 2021,visando a sua manutenção e expansão, por meio de divulgações, oficinas, elaboração e distribuição de cartilhas, a qual auxiliará aos agricultores e profissionais da área.
Sendo que a primeira etapa consistiu em sua implantação do PA Maringá. A comunidade do Projeto de Assentamento (PA) Maringá, fica a 32 km da cidade, é composta por 92 famílias cadastradas na Associação, estima-se que haja aproximadamente umas 300 pessoas ativas na comunidade.