Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Campus Palmas e TCE firmam cooperação técnica para fiscalização de obras

Notícias

Campus Palmas e TCE firmam cooperação técnica para fiscalização de obras

Extensão

Acordo beneficia sociedade
por Eliane Vieira publicado: 29/11/2018 08h02 última modificação: 29/11/2018 08h22

O Campus Palmas, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), firmou Acordo de Cooperação Técnica com o Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE) na última segunda-feira, 26. O acordo prevê a utilização de equipamentos e laboratórios especializados em geotécnica, materiais e estruturas Campus Palmas nos processos de fiscalização de obras públicas no Estado. Além disso, os estudantes do curso de Engenharia Civil irão acompanhar o trabalho.

Estiveram presentes o conselheiro vice-presidente do TCE/TO, Severiano Costandrade, o diretor-geral do Campus Palmas, Wendell Eduardo Moura Costa; o diretor de extensão, Frank Toshimi Tamba; o coordenador de Análise de Atos, Contratos e Fiscalização de Obras e Serviços de Engenharia do TCE/TO, Flávio Brito; e o auditor de Controle Externo da Corte e professor do IFTO, Thiago Dias.

O documento assinado destaca que “essa cooperação irá fortalecer e aparelhar o TCE/TO, no exercício da sua missão em auditorias de obras públicas, uma vez que se fazem necessárias comprovações técnicas baseadas em ensaios laboratoriais”, o que garante mais confiabilidade, eficiência e segurança nos pontos auditados e apontados em relatório.

Para o diretor do Campus Palmas, Wendell Costa, a cooperação é uma oportunidade para que os estudantes possam colocar em prática seus conhecimentos e também contribuir com a sociedade como um todo. “Oportuniza mais conhecimentos aos nossos estudantes e tem uma importância muito grande, pois é um retorno para sociedade. Uma contribuição da unidade e de nossos estudantes para a sociedade”, destacou.

Segundo o conselheiro Severiano Costandrade, que responde pela presidência do órgão no momento, “a aproximação do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins com a academia é de fundamental importância, tendo em vista a expertise das instituições de ensino”. Para o conselheiro, a cooperação pode ser o primeiro passo para novas parcerias no futuro. “Esperamos ter novos frutos, a exemplo de capacitação de agentes públicos em áreas importantes, como a de licitação, por exemplo. Precisamos formar e certificar as equipes que atuam na gestão pública, garantindo um aprendizado contínuo”, disse.

(Com informações e fotos da ASCOM TCE)