Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Alunos visitam três empresas do Tocantins e da Bahia

Notícias

Alunos visitam três empresas do Tocantins e da Bahia

Campus Porto Nacional

A viagem faz parte das atividades extraclasse dos cursos da área de Logística do Campus Porto Nacional.
por publicado: 14/12/2016 09h00 última modificação: 30/01/2017 11h42
Colaboradores: Luciana Santal

Com o objetivo de proporcionar aos estudantes uma visão prática do conteúdo trabalhado em sala de aula, os professores Afonso Duarte, Igor Melo, Leandro Maluf e Lucivânia Pereira organizaram uma visita técnica a empresas dos municípios de Almas (TO) e Luís Eduardo Magalhães (BA), realizada nos dias 24 e 25 de novembro. Com eles, estavam alunos do curso técnico e do curso de tecnologia em Logística do Campus Porto Nacional, do Instituto Federal do Tocantins (IFTO).

A primeira empresa visitada foi a Tamborá Agroindústria de Pescados, onde eles puderam presenciar os processos logísticos desde a preparação da matéria-prima até a expedição do produto para o seu destino final (cliente/consumidor). Um fato interessante apontado pelo professor Igor é que a empresa utiliza resíduos para fabricar subprodutos, como ração para peixes, o que contribui para a sustentabilidade ambiental e econômica.

Já na indústria do Grupo Coringa, localizada no município baiano, eles observaram que há uma integração entre os processos logísticos que contempla a armazenagem adequada da matéria-prima e a sua transformação em produtos acabados dentro de um rigoroso controle programático.

Para encerrar o ciclo de visitas, eles chegaram à Golden Cargo, um dos maiores operadores de serviços logísticos (OSL) do país, com mais de 20 anos de experiência em logística de produtos químicos embalados e insumos ao agronegócio. Uma das características da empresa identificada pelo grupo é a preocupação da empresa em atender seus clientes de forma individualizada, personalizada e com alta tecnologia.

De acordo com o professor Igor, as empresas que apoiam este tipo de iniciativa conseguem reforçar os seus valores organizacionais, além de disseminar as suas marcas em diversas regiões do país. “Certamente, os alunos retornaram mais motivados, mais interativos, com novas percepções de mundo e um horizonte profissional expandido. Nada disso seria possível sem a sensibilidade social dos gestores das empresas visitadas, que demonstraram total interesse em nos receber para trocarmos experiências e informações valorosas para a formação dos futuros profissionais em logística”, pontuou.