Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ações demonstram consolidação do Núcleo de Inovação Tecnológica

Notícias

Ações demonstram consolidação do Núcleo de Inovação Tecnológica

NIT

A diretoria do NIT aponta ações que demonstram o fortalecimento do núcleo do IFTO
por Thâmara Filgueiras publicado: 16/06/2017 17h43 última modificação: 16/06/2017 17h43

A equipe do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) comemora o resultado de ações que refletem a consolidação do NIT tanto em âmbito institucional quanto na sociedade em geral. De acordo com a diretora do núcleo Erna Denzin, o NIT do IFTO tem sido convidado para ser representado em eventos importantes relacionados à pesquisa e à inovação tecnológica.

Um dos destaques que a diretora do NIT deu foi com relação à sua eleição como coordenadora suplente da região Norte no Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec). O foco do Fórum é atuar na capacitação e na profissionalização dos NITs, e, conforme explicou Erna, o IFTO é associado ao Fortec, tendo como um dos benefícios a celeridade na análise de processos registro de patentes. Ela explicou ainda que o Fortec é composto por regionais, que trabalham na resolução de questões específicas de cada região.  "Nós na região Norte já temos uma agenda de trabalho, e nela está alinhar as ações internas das instituições de ciência e tecnologia para que elas possam concorrer em pé de igualdade aos editais dos ministérios. O objetivo é unir a região Norte a fim de desenvolvê-la e torná-la forte no desenvolvimento de ciência, especialmente com vistas ao registro de propriedade intelectual".

Outro evento que Erna destacou foi a representação do NIT do IFTO em uma audiência pública que aconteceu na Assembleia Legislativa, em Palmas, e tratou da reativação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), entre outros temas relacionados à ciência e tecnologia. "Nesse evento, eu apresentei o trabalho da instituição no campo da pesquisa e da extensão, e destaquei o potencial do IFTO, com seus professores capacitados, para atuar no fomento ao empreendedorismo", disse a diretora. 

A diretora do NIT também ministrou palestra sobre inovação no Brasil e no mundo no I Seminário de Inovação do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (Itpac), no Campus Araguaína, que aconteceu em maio. No evento, ela compartilhou informações sobre inovação tecnológica adquiridas durante intercâmbio realizado na Finlândia, no primeiro semestre de 2016. Segundo ela, a participação nesses eventos representa a visibilidade do trabalho realizado no NIT do IFTO, e caracteriza, para a instituição, um fortalecimento na rede de pesquisa e inovação tecnológica.

Editais

A consolidação do NIT também pode ser observada na oferta de bolsas voltadas para a inovação tecnológica, por meio do Programa de Apoio à Pesquisa (PAP), que, desde 2014, selecionada projetos cooperativos de pesquisa aplicada e de intervenção tecnológica. Neste ano, o NIT lançou outro edital de bolsas, o Programa de Apoio ao Empreendedorismo e Inovação (PAEmI). "O PAEmI busca incentivar servidores e alunos a criarem iniciativas empreendedora na instituição. O IFTO financiará a ideia, que será pré-incubada, para que seja fortalecida, e depois será colocada no mercado", explicou Erna, e completou que a ideia é que o processo de criação de um empreendimento seja feito a longo prazo, para que ela prospere um negócio sólido. 

Além desses, o NIT também lançou em 2017 o edital de apoio à projetos de pré-incubação do Programa de Apoio ao Empreendedorismo. "Nossa ideia é formar pessoas que tenham capacidade suficiente para montar o próprio negócio. É a abertura de novos negócios que vai gerar emprego e renda e contribuir para o desenvolvimento regional", concluiu Erna.