Sobre o Curso

por Diretoria de TI publicado 10/07/2017 11h00, última modificação 25/11/2022 15h11

Engenharia Agronômica

Diretor-Geral: José Lopes Soares Neto
E-mail: colinas@ifto.edu.br
Telefone:

Coordenador: Raphael Pavessi Araújo
E-mail: agronomia.colinas@ifto.edu.br
Telefone: 

Dados Gerais
Grau Bacharelado
Área do Conhecimento Ciências Agrárias
Turno Integral
Duração do Curso Mínimo 10 semestres e Máximo 20 semestres
Autorização Resolução n.º 78/2018/CONSUP/IFTO, de 13 de dezembro de 2018, e posteriormente pela Resolução n.º 22/2019/CONSUP/IFTO, de 29 de abril de 2019.
Reconhecimento
Renovação de Reconhecimento -
Conceito ENADE -
Conceito Preliminar do Curso (CPC) -

Objetivo Geral: 

O Curso de Engenharia Agronômica do Campus Colinas do Tocantins do IFTO tem como objetivo geral, formar Engenheiros Agrônomos com capacidade técnico-científica e responsabilidade social, a compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, de grupos sociais e da comunidade, com relação aos problemas tecnológicos, socioeconômicos, gerenciais e organizacionais; aptos a promover, orientar e administrar a utilização e otimização dos diversos fatores que compõem os sistemas de produção, transformação e comercialização, em consonância com os preceitos de proteção ambiental, além de planejar, pesquisar e aplicar técnicas, métodos e processos adequados à solução de problemas e à promoção do desenvolvimento sustentável.

Objetivos Específicos: 

a) Formar profissionais aptos a promover, orientar e administrar a utilização dos fatores de produção vegetal e animal, em harmonia com o ecossistema;

b) Capacitar os futuros profissionais ao planejamento, pesquisa e utilização de processos e técnicas adequadas à solução de problemas relacionados ao desenvolvimento qualitativo e quantitativo dos produtos agropecuários tanto no contexto regional, nacional e internacional;

c) Proporcionar formação técnica e humanística ao corpo discente de modo a promover o desenvolvimento de sua capacidade de compreensão da realidade e de sua habilidade para criar e implementar decisões;

d) Utilizar os fatores de produção racionalizados à produção vegetal e animal, em harmonia com o meio ambiente, compreendendo os problemas administrativos e econômicos;

e) Buscar novas fronteiras de atuação e contribuir para o avanço econômico e social através da adaptação, criação e/ou desenvolvimento de tecnologias;

f) Analisar, avaliar, orientar e fiscalizar o processo de produção, beneficiamento e conservação de produtos de origem animal e vegetal; Página 30 de 176

g) Possibilitar a preparação básica para o trabalho e a cidadania do discente, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores;

h) Capacitar os futuros profissionais ao planejamento, pesquisa e utilização dos processos e técnicas adequadas à solução de problemas relacionados ao desenvolvimento qualitativo e quantitativo dos produtos agropecuários tanto no contexto regional e nacional;

i) Proporcionar condições para o desenvolvimento de profissionais que sejam capazes de buscar novas fronteiras de atuação e contribuir para o avanço econômico e social por meio da adaptação, criação e/ou desenvolvimento de tecnologias.

Campo de Atuação:

Propriedades rurais. Empresas comerciais agropecuárias. Estabelecimentos agroindustriais. Empresas de assistência técnica, extensão rural e pesquisa. Parques e reservas naturais. Cooperativas e associações rurais.

  

Arquivo do Projeto Pedagógico do Curso